facebook

«

»

fev 13 2018

Imprimir Post

As terapias do seu filho estão caras? Você precisa de dinheiro para financiar o tratamento? Tem problemas com o plano de saúde? Não consegue vagas em hospitais públicos? Então leia o texto até o fim e saiba como conseguir recursos e dinheiro para as terapias.

O seu filho possui alguma deficiência (síndrome de Down, autismo, paralisia cerebral…) e precisa de inúmeras terapias. Todas são muito caras. Os planos de saúde limitam o número de sessões. Na rede pública de saúde nunca tem vaga suficiente. O tempo vai passando e você sente que podia fazer mais pelo seu filho, mas faltam recursos financeiros! Saiba que você pode ter acesso a mais sessões e melhores terapias e que o dinheiro pode não ser um problema.

Em geral, os pais, especialmente as mães, estão dispostas a fazer quaisquer sacrifícios para os seus filhos. Negligenciam a própria saúde, deixam de comprar roupas, de se divertir…tudo pelos filhos. Quando o filho tem alguma deficiência, a disposição para fazer sacrifícios é multiplicada inúmeras vezes.

E os pais de uma criança com deficiência sofrem e se martirizam, porque a escola não consegue estimular o suficiente. Seria ideal ter acompanhamento com psicopedagoga, mas falta dinheiro. A criança perde, os pais sofrem. E as sessões de fisioterapia são tão essenciais, mas os planos de saúde, que só pensam em lucro tentam limitar o número de sessões. A equoterapia traria tantos avanços, faria tão bem para a criança, mas falta tempo e dinheiro.

Se de um lado os pais estão dispostos a tudo, a se sacrificar pelos filhos, de outro lado tudo parece conspirar contra, tudo parece tão complicado…escolas, dinheiro, terapias, tempo, governo, SUS, planos de saúde…se essa situação acontece com você, se é uma realidade familiar, saiba que talvez você, mais do que dinheiro, mais do que tempo, mais do que qualquer outra coisa, precise é de informações sobre os seus direitos.

Você talvez não saiba, mas os planos de saúde não podem limitar o número de sessões de fonoaudiologia, fisioterapia, terapia ocupacional, atendimento com psicólogos e outras atividades que são tão essenciais as crianças com deficiência. O escritório Carlos Reis advogados associados já conseguiu, judicialmente, garantir a cobertura de tratamentos por equoterapia, hidroterapia e cancelar a limitação do número de sessões. O seu filho pode estar deixando de realizar terapias por abusos dos planos de saúde. Quanta dor isso causa aos pais? Quanto prejuízo às crianças? Mas a solução pode ser mais fácil do que você pensa.

O escritório Peón Tamanini advogados associados, recentemente conseguiu uma decisão judicial para que um plano de saúde arcasse com um tratamento caríssimo de um paciente com câncer. Em outras ações judiciais tem conseguido garantir o tratamento com Cannabidiol, o que faz muita diferença na vida de pacientes com epilepsias de difícil controle e dores crônicas. Em inúmeras ações, o Estado, o SUS, é obrigado a custear os tratamentos.

As advogadas Juliana Porcaro e Cristiane Gulyas Piquet Souto Maior também têm conseguido resultados satisfatórios para redução de carga horária de servidores públicos e empregados públicos que tenham filhos com deficiência.

Os advogados mencionados ainda obtiveram inúmeras outras decisões para liberar o saldo de FGTS para quem tenha filhos com deficiência. Estão atuando em diversas cidades brasileiras, graças ao peticionamento eletrônico.

Em palavras mais diretas, por meio de ações judiciais, é possível conseguir mais tempo, recursos para as terapias e coibir os abusos dos planos de saúde e as falhas do Sistema Único de Saúde. Muitos dos sofrimentos e angústias que são experimentados pelos pais de crianças com deficiência podem ser resolvidos ou minimizados.

Mas, muitos devem se perguntar, os advogados também são caros e seu tivesse recursos para pagar os advogados, pagaria as terapias. A verdade é que o mercado da advocacia mudou bastante nos últimos anos. Cada caso é um caso e os honorários devem ser ajustados com os profissionais. Todavia, não conheço nenhuma história em que não fosse possível realizar um acordo justo com os profissionais acima.

Em geral, advogados não cobram por consultas. Se não for possível chegar a um acordo financeiro com os profissionais, sempre existe a possibilidade de se recorrer à Defensoria Pública, que, em geral, atende quem recebe até 03 salários mínimos.

As terapias do seu filho estão caras? Você precisa de dinheiro para financiar o tratamento? Tem problemas com o plano de saúde? Não consegue vagas em hospitais públicos? Procure um bom advogado, tome pé dos seus direitos e provavelmente descobrirá que as soluções existem e podem ser concretizadas.

Link permanente para este artigo: /as-terapias-do-seu-filho-estao-caras-voce-precisa-de-dinheiro-para-financiar-o-tratamento-tem-problemas-com-o-plano-de-saude-nao-consegue-vagas-em-hospitais-publicos-entao-leia-o-texto-ate-o-fim-e/

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>