Você já se pegou escolhendo algo no restaurante só porque é o item mais pedido por outros clientes?

Quando estamos inseguros com alguma coisa, tendemos a preferir imitar o que as outras pessoas estão fazendo. Quando em Roma, faça o que os romanos fazem

APROVAÇÃO SOCIAL

André Soares

4/11/2022 1 min read

Já chegou em um restaurante, não sabia o que pedir e perguntou qual o prato mais pedido e escolheu o item do menu que mais saí? Comum, muitos fazem isso. Em geral, quando estamos inseguros, quando a situação não está muito clara, a nossa tendência é aceitar que as escolhas dos outros é a mais correta. Pressupomos que as escolhas que muitos fizeram foi objeto de detida reflexão. O caso do marketing inicial da empresa Red Bull é muito interessante para demonstrar o princípio da imitação na prática.

O Red Bull é uma bebida energética conhecida em todo o mundo. Patrocinadora de diversos eventos culturais e esportivos, a marca, hoje, dispensa apresentação. Mas nem sempre foi assim. A estratégia de marketing, inicial da empresa, explorou o princípio da imitação ou aprovação social de uma forma muito eficiente.

A produtora da Red Bull era uma empresa desconhecida. Ninguém conhecia a bebida e os energéticos não eram a febre que são hoje. Os donos da marca, para a popularizar, espalharam latinhas vazias nas lixeiras de Los Angeles. Não em qualquer lixeira. Lotaram o lixo próximo as baladas, boates e festas mais movimentadas. Quando as pessoas viam as latinhas no lixo, imaginavam que várias pessoas estavam consumindo a bebida. Isso despertava a curiosidade e a certeza de que a bebida tinha aprovação social. Muitos estavam consumindo o energético. Se outros aprovam, muitos outros experimentavam. O resto é história.Não é o único caso.

Muitos restaurantes e casas de espetáculo, quando fazem a sua inauguração, contratam figurantes para ficar nas filas e para lotar o estabelecimento. Se um restaurante ou casa de espetáculo é concorrido, então significa que ali tem algo de bom.Onde todos pensam igual, ninguém costuma pensar muito. Tendemos a imitar as outras pessoas. Descobrimos o que é correto, descobrindo o que as outras pessoas acham que é correto. Consideramos um comportamento adequado em dada situação na medida em que o vemos ser seguido por outros. Se gente como a gente está fazendo ou adquirindo algo, esse “algo” também deve servir para mim, pensamos. A expressão popular explica muito: "Quando em Roma, faça como os romanos fazem".

Dica: Todos que leem esse texto, clicam no botão ao lado e passam a seguir nosso canal no Instagram.