Conheça o segredo de Atena e torne a sua vida melhor

A sabedoria e a racionalidade são poderes que constroem uma vida mais leve e feliz. As emoções são importante fonte motivacional, mas devem ser temperadas com a razão. Emoção pura tem um poder destrutivo bastante perigoso.

RACIONALIDADE

André Soares

5/6/2022 2 min read

Você gosta de se imaginar como uma pessoa racional, que sempre toma as melhores decisões, todas fruto de ponderada reflexão. No entanto, na realidade, nem sempre as suas decisões levam aos melhores resultados. Isso acontece, você gosta de pensar, pela maléfica interferência de outras pessoas, por azar ou culpa do destino. O fato, no entanto, é que nem sempre as suas escolhas são as mais racionais. Como no “erro de Otelo”, muitas vezes as emoções ofuscam a razão. Você pode alterar a realidade, aprendendo a se distanciar do calor da emoção e aprendendo a analisar as suas emoções antes de tomar qualquer decisão. Você gostaria de aprender a tomar decisões mais sensatas? Se sim, conheça um pouco da deusa grega Atena e deixe que ela lhe inspire.

Atena é uma das deusas gregas, representante da inteligência e sabedoria. Mulher estrategista, sagaz e corajosa, marcada pela capacidade de enxergar muito à frente. Sempre está acompanhada de uma coruja, criatura de visão noturna. Em geral, além de ser acompanhada pela coruja, é representada como vestes de guerreira. É associada com a guerra, mas, não com qualquer espécie de conflito. A associação é com a guerra defensiva.

Na mitologia grega, se reputa que tenha nascido da cabeça de Zeus, o deus supremo. Ao nascer, emitiu um grito de guerra. Por ter nascido exclusivamente de Zeus, se tornou a sua filha predileta. Um dos seus irmãos, Ares, era considerado o deus da guerra, por assim dizer, ofensiva. Amava as explosões de violência. A rixa existente entre Atena e o irmão Ares, representa a eterna rivalidade e dicotomia entre a razão e a emoção.

Atena, mesmo sendo o exemplo mitológico da razão, nos fornece o exemplo de como se deixar ser dominado pelas emoções, sem o equilíbrio da razão, pode ter potencial destrutivo. Atena disputou com as deusas Hera e Afrodite, o título de deusa mais bonita do panteão dos deuses. Tentou subornar o juiz, movida pela vaidade. Perdeu a disputa para Afrodite e, tomada pela emoção da inveja e ira, juntamente com Hera, destruiu a cidade de Tróia.

A irracionalidade é uma marca do mundo moderno. Parte significativa das decisões tomadas pelo ser humano costumam ser guiadas por emoções desprezíveis, como fome de poder, dinheiro e atenção. Aprender a usar a razão e a analisar as consequências e implicações das nossas escolhas é uma fórmula infalível para o desenvolvimento pessoal e social.