Saber Melhor

Brasil

Distrito Federal

Internacional

Tecnologia

Política

Saúde

Economia

Educação

Esportes

Início

Blog

Que Somos 

Contato

Brasília ganha centro que identifica DNA de criminosos sexuais

Centro de identificação de DNA
Por Saber
|21 de março de 2020|

O Brasil possui mais de 100 mil vestígios de agressões sexuais armazenados sem análise. Isso devido a falta de estrutura de alguns estados. Mas o processo de verificação do DNA desses vestígios deve ser acelerado, depois da inauguração do Centro Multiusuário de Processamento Automatizado de Vestígios Sexuais da Polícia Federal, aqui em Brasília.

O coordenador da Rede Integrada de Bancos de Perfis Genéticos do Ministério da Justiça, Guilherme Jacques, detalha os objetivos do projeto.

Um robô que consegue separar as células dos agressores e das vítimas foi adquirido para o Centro da Polícia Federal em Brasília. Esse equipamento consegue analisar até 40 amostras ao mesmo tempo. Com ele é possível identificar o DNA dos agressores para esclarecer os crimes e também incluir esses dados no Banco Nacional de Perfis Genéticos. 

A expectativa é que mais de cinco mil vestígios sejam analisados por ano no centro.  Além de Brasília, outros dois estados terão esses robôs para analisar o DNA de vestígios sexuais, como explica o ministro da Justiça, Sérgio Moro.

Os vestígios de crimes sexuais do Acre, Alagoas, Piauí, Rio Grande do Norte, Rondônia, Roraima e Tocantins serão os primeiros analisados no centro aqui de Brasília, já que esses estados precisam de mais apoio nessa área.

Fonte: Rádio Agência Nacional

 

Compartilhe: