Updated : ago 12, 2019 in Motivacional

Conheça o efeito orgânico negativo que ocorre na vida de quem desrespeita um princípio ético

O seu cérebro é uma máquina complexa. Ele estabelece processos de crescimento e validação para os hábitos. A máquina cerebral harmoniza os nossos pensamentos com a nossa vida. Tudo que causa desarmonia nos nossos pensamentos traz consequências físicas e emocionais. 

Com exceção dos psicopatas graves, categoria em que você não se insere, todos possuem uma personalidade ética. As características morais são formadas pelas influências religiosas, espirituais, familiares e inúmeras outras.

Por causa da personalidade ética, é impossível quebrar um princípio ético de forma impune. Como exemplo, pensemos nos princípios da integridadee da honestidade. Apenas podemos nos quebrar indo de encontro à lei. Ao deixarmos de sermos íntegros e honestos o nosso cérebro começa a apontar contradição entre o comportamento e a personalidade ética.

O organismo passa a produzir substâncias químicas que produzem desconforto, tristeza e incômodo. Todos os seus processos mentais começam a estrangular. A quebra da integridadee da honestidadefunciona como se fosse um vírus infectando o seu computador.

Se você causa prejuízo ou mal a alguém, intuitivamente, o seu cérebro sabe que a possibilidade de retaliação ou punição se tornam reais. Toda a sua atividade orgânica cerebral passa a se voltar para prevenção e defesa do perigo que se corre.

Imagine que você esteja em um museu fantástico. As obras mais incríveis do mundo estão à sua disposição. De repente, o sistema de som avisa que um leão feroz está solto no interior do prédio. O seu cérebro acende a luz vermelha. Você deixa de prestar atenção nas obras e volta toda a sua energia à autopreservação.

O cérebro de quem causa mal aos outros age de forma idêntica. Deixa a felicidade de lado, relega os processos produtivos que trariam ganho para segundo plano para voltar as energias para a defesa de possíveis contra-ataques. Em outras palavras, quando ferimos princípios éticos, nos tornamos reféns dos nossos atos.

A perpetuação de conflitos faz o mesmo. Enquanto vivemos conflitos com o outro, deixamos de progredir. Ao tentar violar princípios, apenas conseguimos nos arrebentar. Os mais religiosos vão se lembrar das Palavras de Cristo, que manda que se busque a reconciliação antes de qualquer coisa.

Veja isso

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *