Inclusão da pessoa com deficiência nas escolas

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on whatsapp
Share on email
Cadeirante

A Lei Brasileira de Inclusão, como o próprio nome sugere, quer integrar as pessoas que possuem alguma deficiência na sociedade. A inclusão deve começar desde cedo, na escola. É importante que as adaptações físicas e estruturais permitam a total integração dos estudantes com deficiência. O ambiente escolar precisa eliminar as barreiras que atrapalhem a inclusão. As deficiências físicas e cognitivas podem ser congênitas ou adquiridas em algum momento da vida do estudante. O que você faz para promover a inclusão da pessoa com deficiência nas escolas?

Impacto na educação

As limitações físicas e intelectuais podem trazer certas inibições para que o aluno interaja com os seus pares. É dever dos profissionais da escola promover atividades que facilitem a interação entre alunos com e sem deficiência. A inclusão da pessoa com deficiência nas escolas precisa se tornar concreta.

A deficiência física pode, por exemplo, tornar as atividades do dia-a-dia mais cansativas. É preciso, muitas vezes, transformações no ambiente físico, como, por exemplo, em pavimentos e locais de descanso. É preciso desenvolver a cultura da empatia. 

A falta de acessibilidade pode tornar o ambiente estudantil desagradável, influenciando de forma negativa no rendimento acadêmico.

Responsabilidade social

Coletivamente, todos temos responsabilidades para a construção de um mundo melhor, para a inclusão da pessoa com deficiência nas escolas. Talvez não possamos promover grandes transformações que façam impacto em todo o planeta, entretanto, sempre é possível modificar o nosso ambiente próximo de forma positiva.

Promover conversas e desenvolver atitudes empáticas sempre trazem benefícios para todos os envolvidos. Pense em algo que você possa fazer para integrar uma pessoa com deficiência na vida em sociedade.

Responsabilidade do Estado e das empresas

Todos devemos fazer a nossa parte na promoção da dignidade humana e da inclusão da pessoa com deficiência nas escolas. Mas a responsabilidade dos indivíduos deve ser acompanhada por atitudes concretas do Estado e das empresas

Devemos criar o hábito de cobrar atitudes dos governantes e dos responsáveis pelas empresas para que criem condições para a plena integração das pessoas com deficiência no ambiente social.

Pense, por exemplo, no seu ambiente escolar. Os banheiros são acessíveis aos alunos e funcionários com deficiência? Existe alguma prática institucional para integrar os alunos com deficiência nas práticas esportivas? As pessoas com deficiência podem ter acesso a todos os ambientes escolares?

Se a resposta for negativa, ainda que você não tenha nenhuma deficiência, pode cobrar a responsabilidade do Estado e da escola para que faça as adaptações necessárias à plena integração das pessoas com deficiência ao ambiente escolar.

Agindo concretamente

Após esta breve reflexão, deixe nos comentários quais iniciativas você já tomou ou que pretende tomar para integrar as pessoas com deficiência no seu cotidiano e no dia-a-dia da comunidade em que você está inserido.

O que você faz ou fará para promover a inclusão da pessoa com deficiência nas escolas?

Compartilhe esse texto com os seus amigos, siga a nossa página no Instagram crie um grupo de promoção da inclusão das pessoas com deficiência na sua escola, na sua igreja, no seu clube em seu bairro.

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on whatsapp
Share on email
Saber Melhor

Saber Melhor

Deixe um comentário

Sobre Nós

Mais importante do que dizer quem somos é informar o que temos a oferecer para você aqui no site “saber melhor”. Somos um grupo de pessoas com as mais diversas profissões e experiências. Médicos, advogados, psicólogos, jornalistas, pais, mães e irmãos de crianças com deficiência, dentre outros, que somamos as nossas experiências e conhecimentos para trazer informações úteis e de qualidade para tornar a sua vida menos complexa. E o melhor, tudo inteiramente de forma gratuita. Leia mais

Artigos Recentes

Siga-nos no Facebook

Conteúdos Relacionados

Nosso Twitter