Planos de saúde devem pagar equoterapia?

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on whatsapp
Share on email
Equoterapia

A equoterapia gera benefícios diretos para pessoas com deficiência, porque promove saúde física e mental. O praticante é submetido a movimentos tridimensionais que estimulam todos os músculos do organismo. Combate a hipotonia. A interação com o cavalo auxilia no processo de socialização. É uma modalidade terapêutica divertida para as crianças. Uma dúvida sempre surge nos pais de crianças com deficiência: Equoterapia deve ser paga pelos planos de saúde? E pelo SUS?

Caso concreto

Daniel

Daniel tem síndrome de Down. Durante 02 (dois) anos fez equoterapia uma vez por semana. Era o ponto alto da semana, porque adorava dar cenouras e maças para os cavalos.

Por uma questão de logística precisou interromper a equoterapia. sente muita falta dos cavalos. Andar à cavalo auxiliou no controle do peso. O equilíbrio acelerou o desenvolvimento motor.

O contato com a natureza trouxe benefícios cognitivos. Nunca pareceu terapia, apesar dos imensos benefícios terapêuticos. Para Daniel era uma grande e prazeroso brincadeira.

A equoterapia foi cursada na Vila Equestre Equilíbrio, em Brasília. O plano de saúde, por força de decisão judicial, reembolsava as sessões.

Equoterapia deve ser paga pelos planos de saúde? No caso de Daniel, o plano de saúde foi obrigado a pagar pela Justiça, em processo patrocinado pelo escritório Carlos Reis Advogados Associados.

Quanto custa?

Ao contrário do que você pode imaginar, a equoterapia, perto de outras terapias, é acessível.

Muitas famílias conseguiram utilizar os recursos do FGTS para custear o tratamento. Outras se beneficiam do tempo extra conseguido com a redução da jornada de trabalho.

Caso não tenha condições de pagar de forma particular, veja, a seguir sobre a relação Equoterapia SUS e planos de saúde.

Cobertura pelos planos de saúde

Existe a possibilidade de custeio da equoterapia por parte dos planos de saúde, conforme já mencionamos. Alguns seguros cobrem a modalidade, quando justificada a necessidade pelos médicos.

A advogada Janaína César Doles diz que existem decisões judiciais obrigando os planos de saúde ao custeio da equoterapia. Inúmeras decisões garantem o tratamento, como aconteceu com o pequeno Daniel.

Não desanime, caso o seu plano negue a cobertura do tratamento, busque o auxílio de um advogado ou da Defensoria Pública. Não se esqueça: Equoterapia deve ser paga pelos planos de saúde.

Sistema Único de Saúde

A equoterapia é acessível para quem não pode pagar ou para quem não tem plano de saúde. Existem vários serviços públicos que fornecem a modalidade terapêutica.

A advogada Daniela Peon Tamanini conta que existem vários precedentes na Justiça obrigando o Sistema Único de Saúde a fornecer o tratamento por equoterapia. Se o Estado não dispuser de serviço próprio, deve custear em hípicas privadas.

Mesmo que você não tenha plano de saúde, pode buscar o atendimento na rede pública. Equoterapia deve ser paga pelos planos de saúde e pelo SUS.

Indicação médica

É importante consultar o seu médico antes de iniciar a prática esportiva. Crianças com síndrome de Down e outras deficiências podem ter lesões na coluna que desaconselhem a prática da equoterapia.

Liberado pelo médico, busque, primeiro, autorização junto ao plano de saúde ou vaga no sistema público. Não conseguindo atendimento ou cobertura, busque um advogado experiente.

Compartilhe

O site Saber Melhor tem por missão difundir informações relevantes. Para que a nossa missão seja alcançada, precisamos da sua ajuda, compartilhando os nossos textos.

Compartilhe a informação em suas redes sociais e com pessoas que podem se beneficiar da informação. Sem querer pedir demais, deixe o seu comentário e diga o que achou da informação.

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on whatsapp
Share on email
Saber Melhor

Saber Melhor

Deixe um comentário

Sobre Nós

Mais importante do que dizer quem somos é informar o que temos a oferecer para você aqui no site “saber melhor”. Somos um grupo de pessoas com as mais diversas profissões e experiências. Médicos, advogados, psicólogos, jornalistas, pais, mães e irmãos de crianças com deficiência, dentre outros, que somamos as nossas experiências e conhecimentos para trazer informações úteis e de qualidade para tornar a sua vida menos complexa. E o melhor, tudo inteiramente de forma gratuita. Leia mais

Artigos Recentes

Siga-nos no Facebook

Conteúdos Relacionados

Nosso Twitter