Quando eu era criança, queria crescer rápido, para ajudar o meu pai a parar de beber.

Quando eu era criança, queria crescer rápido, para ajudar o meu pai a parar de beber.

10 de agosto de 2019 0 Por Saber Melhor

Uma cervejinha no final de semana. Churrasco com a família. Alegria. Diversão. Construção de boas memórias? Nem sempre. O uso imoderado de bebidas alcóolicas pode ser um grande problema. Em 2016, o consumo de álcool pelo brasileiro superou a média mundial. Consumimos 8,9 litros contra a média internacional de 6,4 litros por pessoa.

Além das mortes, a relação entre álcool e violência domésticas, álcool e acidentes de trânsito é enorme. O uso imoderado de bebidas alcóolicas ainda afeta a saúde mental das pessoas próximas aos alcoolistas.

Uma criança, 06 anos de idade, vê uma das pessoas que mais ama – pai ou mãe – chegando em casa totalmente embriagado. Desequilibrado. Fala descoordenada. Os efeitos psicológicos são devastadores. Os filhos de alcóolicos estão sujeitos de quatro a seis vezes mais a se tornarem alcóolicos do que os filhos de pais não alcóolicos.

De forma geral, a família afetada pelo alcoolismo é violentamente disfuncional. A bebida força repressão de sentimentos e a sensação de desvalor, especialmente quando aliado a bebida percebe-se situações de maus tratos.

A imagem abaixo, extraída de um site americano, representa bem os efeitos nas crianças.

O texto em Inglês pode ser traduzido da seguinte forma: “Quando eu era uma criança pequena, eu queria crescer rápido para cuidar do meu pai para que ele não bebesse. Ele morreu quando eu tinha 18 anos de idade, 51 anos atrás”.

Ficar atento ao ambiente familiar é importante. Se você conhece alguma família que enfrente esse tipo de situação, vale a pena recomendar a busca por ajuda. Existem inúmeros grupos que, gratuitamente, oferecem apoio para combater o alcoolismo.

Pedimos a sua ajuda para compartilhar o texto e, assim, ajudar a alertar sobre esse grave problema.

COMPARTILHE COM OS SEUS AMIGOS E EM TODAS AS SUAS REDES SOCIAIS.

Compartilhe