Saber Melhor

Brasil

Distrito Federal

Internacional

Tecnologia

Política

Saúde

Economia

Educação

Esportes

Início

Blog

Que Somos 

Contato

Startups ligadas à USP criam soluções para ajudar na contenção da covid-19

Bandeira brasileira
Por Saber
|8 de abril de 2020|

Empresas incubadas pelo Cietec-USP desenvolvem inovações e direcionam projetos já existentes para o combate à pandemia

Fachada do Centro de Inovação, Empreendedorismo e Tecnologia da USP – Foto: Divulgação/Cietec

No momento de crescimento cada vez mais rápido da disseminação do novo coronavírus no Brasil e no mundo, diferentes setores da sociedade têm voltado esforços para a luta contra a covid-19, inclusive o mercado privado. Na USP, um desses focos é o Centro de Inovação, Empreendedorismo e Tecnologia (Cietec), uma associação civil sem fins lucrativos que tem como objetivo promover o empreendedorismo e incentivar empresas jovens na transformação do conhecimento em produtos ou serviços de valor agregado para a o mercado.

Com o cenário atual, muitas dessas empresas estão criando ou adaptando projetos para contribuir no combate à pandemia. Confira abaixo algumas dessas iniciativas, e clique nos links para conferir detalhes sobre cada uma delas.

Uso do ar-condicionado em hospitais em tempos de coronavírus

A Omni-electronica, empresa da Incubadora USP/Ipen-Cietec, desenvolveu um dispositivo para monitorar todos os principais parâmetros relacionados à qualidade do ar, que orienta sobre o uso do ar-condicionado em ambientes fechados, como hospitais, em tempos de coronavírus.

Dispositivo Spiri, que monitora parâmetros de qualidade do ar-condicionado – Foto: Reprodução/Omni-electronica

Portal de informações 24h sobre o coronavírus

A Gesto, corretora de saúde que investe em um formato baseado em dados para atender e cuidar do beneficiário e, ao mesmo tempo, gerar economia para as empresas, também graduada na Incubadora USP/Ipen-Cietec, lançou um portal de informações 24h sobre o coronavírus.

Portal unifica informações sobre o novo coronavírus – Foto: Reprodução/Gesto

Produção de equipamentos de proteção e componentes hospitalares

A demanda por suportes para proteção facial, válvula de respiradores e distribuidores de fluxo de ar impressos em 3D cresceu tanto que a 3D Criar, startup da Incubadora USP/Ipen-Cietec, alterou o foco de seu negócio de vendas e manutenções de máquinas para produção de equipamentos de proteção e componentes hospitalares.

Doação de tablets de DengueTech para evitar ocorrência simultânea das duas doenças

A BR3, startup da Incubadora USP/Ipen-Cietec, está doando 25 mil tablets de DengueTech para a Secretaria da Saúde do Estado de São Paulo, a serem aplicados nas áreas que estarão voltadas aos cuidados dos infectados pelo coronavírus. A quantidade de tablets doados pela empresa visa instalar meio milhão de armadilhas contra o mosquito Aedes aegypti, transmissor da doença, focando os municípios localizados nas regiões oeste e central do Estado, em que há grande probabilidade de sobreposição das duas doenças, e, assim, demandas à atenção à saúde, que necessitam da otimização do controle do vetor, a fim de evitar a disseminação de doenças entre a população e, principalmente, entre os profissionais de saúde.

DengueTech, produto que ataca as larvas do mosquito que transmite a dengue, zika e chikungunya – Foto: Divulgação/DengueTech

Plataforma para pesquisadores desenvolverem estudos sobre o novo coronavírus

A TissueLabs, a startup brasileira da Incubadora USP/Ipen-Cietec, que atua na fabricação de órgãos e tecidos em laboratório, direcionou toda sua equipe científica para o desenvolvimento de uma plataforma que permite estudar a covid-19 no epitélio pulmonar, tecido que é afetado pelo vírus durante o processo da doença respiratória. A plataforma, que será distribuída gratuitamente aos pesquisadores que estão desenvolvendo estudos sobre o novo coronavírus, permite ao pesquisador personalizar o tipo e a origem das células a serem utilizadas na pesquisa. Isso significa, por exemplo, que seria possível utilizar células de pacientes com outras comorbidades, como asma e doença pulmonar obstrutiva crônica (DPOC), para criar tecidos tridimensionais personalizados, visando a compreender como o vírus atua nesses casos específicos, além de como as medicações utilizadas por esses pacientes interferem na evolução da covid-19.

Tecnologia para tratamento de feridas crônicas

A Sonata Solutions, empresa da Incubadora USP/Ipen-Cietec, está desenvolvendo tecnologias que exploram o plasma (quarto estado da matéria) para o tratamento de feridas crônicas. A startup está direcionando essas tecnologias de esterilização por meio de plasma para combater a covid-19 de duas formas: esterilização de ambientes e embarcando soluções em robôs de limpeza.

Startup cria solução que otimiza o uso de ventiladores pulmonares e de leitos em UTI

Tomógrafo desenvolvido por startup já está sendo utilizado em hospitais na Itália, Espanha e Estados Unidos no tratamento da covid-19 – Foto: Reprodução/Agência Fapesp

Um tomógrafo por impedância elétrica foi desenvolvido pela startup Timpel, com o objetivo de monitorar pacientes que necessitam de ventilação artificial. A solução pode ajudar a aumentar a disponibilidade de ventiladores pulmonares e, consequentemente, de leitos em unidades de terapia intensiva (UTIs) para pacientes com covid-19 em estado grave.

Ação de Robótica no Hospital das Clínicas

A NTU está entregando aplicações de robôs sociais dotados de recursos da inteligência artificial para execução de tarefas de informação e comunicação com foco na prevenção e redução dos riscos de contágio dos profissionais de saúde em ambiente hospitalar para o Hospital das Clínicas (HC) da USP.

Com informações de Juliana Tancler/Trama Comunicação

Jornal da USP

Compartilhe: